Vocacional Oblata: Maio 2014

sábado, 31 de maio de 2014

Tríduo em celebração pelos 150 anos da Congregação - 2º dia



Celebre conosco este segundo dia de tríduo onde louvamos e bendizemos ao Redentor a trajetória de 150 anos de missão da Congregação das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor no mundo. 

Acompanhe este tríduo em espanhol, idioma de origem da Congregação, nascida em Ciempozuelos (Madrid - Espanha).




1. Introducción:

El Espíritu de Dios nos sigue iluminando e impulsando a reavivar el mismo celo por la Misión que tuvieron nuestros Padres Fundadores.

El Espíritu Santo, además, infunde la fuerza para anunciar la novedad del Evangelio con audacia (parresia), en voz alta y en todo tiempo y lugar, incluso a contracorriente. Invoquémoslo hoy, bien apoyadas en la oración, sin la cual toda acción corre el riesgo de quedarse vacía y el anuncio finalmente carece de alma. Jesús quiere que anunciemos la Buena Noticia no solo con palabras sino sobre todo con una vida que se ha transfigurado en la presencia de Dios. (CFR. Evangelii Gaudium. P. Francisco).

2. Canto: Siembra.

Minuto a minuto con la mano abierta, en el surco de tu vida, Siembra, Siembra
Deja caer el grano, entrega al mundo tu ofrenda como el sembrador Divino, Siembra, Siembra
Nada se pierde de lo que se entrega, el Señor cosecha tu Siembra, Siembra.
No importa que nunca el fruto en sazón veas, tu solo eres instrumento Siembra, Siembra.
Entrégate siempre no te detengas, a cada momento siembra, siembra. Los que tras de ti, caminen la senda saborearan el fruto tu siembra, siembra.
Y cuando la semilla hecha planta florezca, abra dos motivos DIOS Y TU SIEMBRA.

3. Lectura:

“Desde el día que Doña Antonia prometió al señor Obispo ayudarle en la fundación del asilo, este empezó a dar pasos cerca de las autoridades eclesiásticas y civiles, y al mismo tiempo ambos se ocuparon de adquirir en Ciempozuelos una casa…

… En la villa de Ciempozuelos, a una hora de tren de Madrid, doña Antonia de Oviedo empezó por alquilar una casa de la Sra. Ana de Solís, sita en la calle de los Jardines, numero 1…

… Doña Antonia daba manos a la obra y sin descanso arreglaba la casa. Con ánimo de allegar recursos para la caritativa empresa había abierto entre los conocidos de la Corte una suscripción con el título de “Suscripción para el Asilo de Nuestra Señora del Consuelo”….Recorre las almonedas, prenderías, almacenes de muebles y telas, y encarga a unos y a otros, le remitan los objetos indispensables con que montar una casa-asilo pobremente, sí, pero en forma que nada de lo necesario falte. Pronto quedó arreglado el establecimiento con capilla, habitaciones para el Ilmo. P. Serra y su paje, dos hermanas y seis muchachas. En total un núcleo de comunidad que comprendería alrededor de una docena de personas.

Pero no es posible apreciar en toda su extensión la labor ingente, que supone la ordenación de una modesta casa con tan pobres elementos como los que había en Ciempozuelos. “Cristales rotos- escribía Antonia en 3 de Julio-, puertas sin picaporte, ventanas que no cierran, estuco que se desprende de la pared por todas partes, pozos que no tienen cubo ni soga, falta absoluta de tinaja y de pucheros de cocina en el pueblo, etc., etc.… Por más que activaran el arreglo dudaba Doña Antonia que la casa estuviera en muchos días en estado de recibir al Señor Obispo, Sin embargo se establece ya en el asilo desde el 1 de Junio día memorable en la vida de la fundadora, ya que la fecha le recordaba su primera comunión. A los pocos días llamaron a la puerta dos jóvenes del hospital dadas ya de alta. La una era española, la otra francesa; estaban resueltas a pisotear las vanidades y desdeñar al mundo falaz. Sin tardar se les agregaron cuatro más”.

(M. Antonia de la Misericordia- P. Antolín Pablos Villanueva).

4. Reflexión:
La misión apostólica como bien sabemos, no inicia ni continúa siendo fácil, pero enseguida comienza la llegada de las mujeres y la casa se llena de alegría.
Y nosotras ¿Vivimos con alegría la entrega a la misión confiada?


5. Salmo: Ver a Dios en la vida (Marcelo Murua)

Cambia nuestra mirada, Padre Bueno, convierte nuestros corazones, para que seamos capaces de descubrir tu presencian y las huellas del Reino, tan cercanas y cotidianas para el que mira la
vida con los ojos de Dios.

Cambia nuestra mirada para vivir la fiesta del encuentro, para sorprendernos con tu paso a nuestro lado, compañero y protector, que nos cuida y nos abriga.

Cambia nuestra mirada, para descubrir a Jesús que vive en medio nuestro, en las personas que sufren, excluidas, marginadas por la sociedad pero amadas y preferidas por el Dios del Reino.

Padre, abre nuestros ojos y afina nuestros oídos, para encontrar tus caminos y escuchar tus desafíos.
Ayúdanos a buscarte en la vida, a encontrarte en la historia, a rastrearte en lo cotidiano, para servir a los demás, trabajar por un mundo nuevo y así, construir tu Reino.

6. Audición: Betania (P. Germán Pravia).

Oscuro camino, horizonte cerrado, sin ver nada claro por dónde seguir.
Un gran aguacero tormenta que viene el tiempo sugiere buscar donde ir.

Betania es lugar donde paso la noche, amor que en derroche sabrá resguardar.
Betania es hogar, donde velo y espero a que pase el mal tiempo y empiece a aclarar.

Vamos a Betania a cuidar la vida, casa del Amigo, para el corazón. 
Vamos a Betania a sanar heridas y a seguir camino desde el corazón de Dios.

Al ser peregrinos que van x la vida, se abren heridas de andar y de amar.
La misericordia nos tiende una mano, buen samaritano que ofrece ayudar.

Betania es la casa en donde la vida, por fin resucita y vuelve a surgir.
Un grito que invita a salir hacia fuera a ese amor que libera y convoca a vivir.

Vamos a Betania a cuidar la vida, casa del Amigo, para el corazón. 
Vamos a Betania a sanar heridas, y a seguir camino desde el corazón de Dios. 

Betania posada lugar del encuentro, Corazón abierto dispuesto a escuchar.
Hermanos y amigos que ofrecen sus brazos, su amor su regazo para descansar.

Que fiesta del alma, estar sin apuros, descalzos seguros en intimidad.
Un frasco se rompe perfume que inunda, certeza profunda que el Reino ya está.

Vamos a Betania a cuidar la vida, casa del Amigo, para el corazón 
Vamos a Betania a sanar heridas, y a seguir camino desde el corazón de Dios. 

Betania es de paso, no es la llegada, los pies se desatan para continuar
Unción en el cuerpo y fuerza en el alma, prepara batallas que habrá que enfrentar

Betania nos abre una nueva mirada, andar en confianza el camino a la cruz.
Y en Jerusalén alentar la memoria, el Señor de la historia es el siervo Jesús.

Vamos a Betania a cuidar la vida, casa del Amigo, para el corazón. 
Vamos a Betania a sanar heridas, y a seguir camino desde el corazón de Dios. 

Evangelho do dia- 6ª Semana da Páscoa - 31/05/2014

Evangelho (Lc 1,39-56)

Naqueles dias, Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.

Com um grande grito exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre!” Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”.

Maria disse: “A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem.

Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”. Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Tríduo em celebração pelos 150 anos da Congregação - 1º dia



Celebre conosco este tríduo onde louvamos e bendizemos ao Redentor a trajetória de 150 anos de missão da Congregação das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor no mundo. 

Acompanhe este tríduo em espanhol, idioma de origem da Congregação, nascida em Ciempozuelos (Madrid - Espanha).



1. Introducción

¡El Señor ha estado grande con nosotras y estamos alegres.!

Agradecer al Señor es cantarle y alabarle por su infinita misericordia; nos ha mirado con amor y ha derramado su ternura en cada una de nosotras. Un día fuimos llamadas a trabajar por su Reino y ahora tenemos la dicha de celebrar los 150 años de apertura de la primera casa, para realizar la misión con la mujer en situación de prostitución.

Celebremos con gozo y en comunión con toda la Congregación, con nuestras hermanas presentes y las que nos han precedido y gozan en los brazos del Dios Padre – Madre, y con todas las personas de la familia Oblata.

2. Audición: Hágase en mi (Ain Karen)

HÁGASE EN MÍ SEGÚN TU PALABRA,
HÁGASE EN MÍ SEGÚN TU SUEÑO,
HÁGASE EN MÍ SEGÚN TÚQUIERAS,
HÁGASE EN MÍ TU AMOR.

En la luz o en la tiniebla, en el gozo o el dolor, en certezas o entre dudas, ¡HÁGASE!, SEÑOR.
En la riqueza o la nada, en la guerra o en la paz, en la fiesta o en el duelo, ¡HÁGASE!, SEÑOR.
Envuelta en miedo o sosiego, en silencio o con tu Voz, en risas o entre sollozos, ¡HÁGASE!, SEÑOR.

En la muerte o en la vida, en salud o enfermedad, frágil o fortalecida. ¡HÁGASE!, SEÑOR.

3. Lectura:

“Yo quiero salvar esas almas. He llamado a todas las casas ya establecidas… sin resultado… Es menester algo o en Madrid o en las cercanías, y si todas las puertas se cierran a esas desgraciadas las abriré yo una, donde se puedan salvar. Pediré limosna, haré todo lo que pueda, y si nadie me ayuda, lo haré yo solo con la gracia y el apoyo del que llevó en sus hombros la oveja perdida y no quiere la muerte del pecador sino que se convierta y viva.” (Madrid 15 de mayo de 1864; Carta de Dña. Antonia María de Oviedo a los Sres. Rubio; BH IV1, pág. 389-390).

“Después de maduras reflexiones, de largas oraciones y de violentos combates, así como de una gracia especial de Nuestra Señora del Buen Consejo, se decidió por fin abrazar la bella pero dura y difícil misión de trabajar en la rehabilitación de esas pobres desgraciadas”. (Memoria leída en el Congreso Católico de Madrid; BHI pág. 240).

“En cuanto a mí, el corazón rebosa de dicha y no puedo dar a V.E., Señor Obispo, bastantes gracias por haber sido quien me ha traído a esta santa obra que tiene todo mi amor, y por la que me ofrezco gustosa a Dios sin cesar” (Ciempozuelos 19 de julio 1872; Carta de Dña. Antonia María de Oviedo a Mons. J. M. Benito Serra; BH V2 pág. 172).

4. Reflexión

Dios va transformando el corazón de Antonia y la prepara para vencer las dificultades y abrazar la dura y difícil misión.

El Padre Serra está convencido de que esa es su misión pero necesita de ayuda y por eso insiste en quién tiene puesta su esperanza.

Nosotras Oblatas hoy, ¿Cómo vamos venciendo las dificultades que se nos presentan en nuestra vida en misión, y cómo respondemos a los gritos de las mujeres hoy?
Compartimos estas resonancias.

5. Canto: Como el agua

Como el agua que brota de la roca, como chispa de luz que prende fuego has puesto tus palabras en mi boca. Me has hecho portavoz de tu Evangelio.

//Oblata es una forma de ser, para extender el Reino, llevando en nuestras manos a los pobres un aliento de paz y de evangelio. Vivimos la esperanza de hacer un mundo nuevo que aliente nuestra vida bautizada, de fe, de luz, de sol, amor y fuego//

Me invitas a seguirte cada día, siguiendo tras el rastro de tus huellas y pones cada día entre mis labios tu risa que conservo siempre nueva.

Escucho tu Palabra que me impulsa, quemándome la vida desde dentro, a darte a conocer a mis hermanos, por encima de razas y de credos.

Oblatas celebram 150 anos de missão no mundo

Neste ano de 2014 a Congregação das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor celebra 150 anos de missão, e em cada país que existe uma comunidade e projeto Oblata, todos os olhares se voltam a Ciempozuelos, local onde o sonho de Padre Serra e Madre Antonia se tornou realidade.

Convidamos você amiga/amigo do Blog Oblata para viver e festejar este momento conosco, através do tríduo (nas próximas postagens) em comemoração a esta data.

Confira a carta escrita pela equipe do Governo Geral que nos convoca a estarmos unidas e unidos nesta Solenidade. 


   “É motivo de gozo e alegria para cada Imã e toda família Oblata celebrar neste ano de 2014, os 150 anos da abertura da primeira casa de acolhida em Ciempozuelos (Madrid – Espanha). Uma oportunidade para o encontro e comunhão, ocasião para revitalizar nossa raiz carismática  e tempo para celebrar, bendizer e agradecer ao dom da vocação oblata e o caminho compartilhado com as mulheres. 

Antes e depois da 1ª casa de acolhida
   Como José Maria Benito Serra e Antonia Maria de Oviedo e Schönthal, fundadores da Congregação, queremos viver em fidelidade e criatividade ao seguimento a Jesus e em comunidade e responder ao carisma recebido que nos capacita para compartilhar os valores do Reino em situações de prostituição-exclusão. Compartilhamos o Carisma com pessoas que têm diferentes formas de vida; com elas formamos a família Oblata.

   O logo desenhado com o motivo dos 150 anos, nos recorda a tarefa de seguir construindo um mundo diferente, aonde os mais desfavorecidos, entre eles, as mulheres que em exclusão, participem do banquete da vida. O Símbolo da mulher e nossa primeira casa são um convite a seguir compartilhando vida e criando espaços de acolhida e inclusão.

   Esta celebração é uma chamada a resignificar nossas vidas desde o seguimento a Jesus Redentor. (Doc. CG 2013).”


Evangelho do dia- 6ª Semana da Páscoa - 30/05/2014

Evangelho (Jo 16,20-23a)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

“Em verdade, em verdade vos digo: Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria. A mulher, quando deve dar à luz, fica angustiada porque chegou a sua hora; mas, depois que a criança nasceu, ela já não se lembra dos sofrimentos, por causa da alegria de um homem ter vindo ao mundo.

Também vós agora sentis tristeza, mas eu hei de ver-vos novamente e o vosso coração se alegrará, e ninguém vos poderá tirar a vossa alegria. Naquele dia, não me perguntareis mais nada”.

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Unidade Antonia inaugura seu novo espaço

A Unidade Antonia festejou no último dia 27 de maio, mais uma realização em sua caminhada em prol das mulheres. Foi inaugurado o novo espaço de atendimento, um local amplo que oferece melhor qualidade nos atendimentos, acolhimentos  e  no desenvolvimento no trabalho da equipe.

Depois de conhecer o novo espaço, a equipe da Unidade  recepcionou todos os convidados e iniciou uma apresentação geral, contando um pouco sobre a Congregação e sua missão, passando pela criação e história da Unidade Antonia até a atualidade.

Participaram deste momento as Irmãs Oblatas e Juliana Santos secretária da comunidade Nossa Senhora Aparecida, as Noviças da comunidade Santíssimo Redentor, Samara Lima Postulante Oblata e Irmã Sirley e Paula auxiliar de comunicação da Pastoral Vocacional, bem como os representantes das parcerias e colaboradores que fazem a Unidade Antonia crescer a cada dia.

Estamos muito felizes com mais essa realização em uma das Unidades Oblatas, o que nos confirma que o sonho de nossos Fundadores permanece vivo em cada uma de nós.

Veja algumas fotos:









Evangelho do dia- 6ª Semana da Páscoa - 29/05/2014

Evangelho (Jo 16,16-20)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

“Pouco tempo ainda, e já não me vereis. E outra vez pouco tempo, e me vereis de novo”. Alguns dos seus discípulos disseram então entre si: “O que significa o que ele nos está dizendo: ‘Pouco tempo, e não me vereis, e outra vez pouco tempo, e me vereis de novo’, e: ‘Eu vou para junto do Pai?’”.

Diziam, pois: “O que significa este pouco tempo? Não entendemos o que ele quer dizer”. Jesus compreendeu que eles queriam interrogá-lo; então disse-lhes: ‘Estais discutindo entre vós porque eu disse: ‘Pouco tempo e já não me vereis, e outra vez pouco tempo e me vereis?’

Em verdade, em verdade vos digo: Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria”.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Evangelho do dia- 6ª Semana da Páscoa - 28/05/2014

Evangelho (Jo 16,12-15)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
“Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora. Quando, porém, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido; e até as coisas futuras vos anunciará.
Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse que o que ele receberá e vos anunciará, é meu”.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Experiência das pré-noviças em Salvador/Bahia - por Marlene Bravo

Marlene e Diana
No dia 20 de maio as pré-noviças Marlene e Diana foram a salvador para começar uma nova experiência em seus processos vocacionais.

"Tivemos uma recepção muito boa e calorosa por parte das Irmãs da comunidade Nossa Senhora de Guadalupe. Irmã Pilar foi ao aeroporto nos buscar. Prepararam uma mensagem de boas vindas e como sempre não faltou o bolo delicioso feito pela do Carmo com muito amor e carinho.

No dia 21 fomos com Irmã Rosário conhecer a equipe e as mulheres que fazem parte do Projeto Força Feminina, fomos muito bem recebidas, a coordenadora Fernanda Priscila nos apresentou o projeto e as atividades realizadas com as mulheres. Nesse dia as mulheres estavam confeccionando junto com o professor uma faixa que será usada no Seminário "Prostituição Faces e Interfaces de um contexto complexo" no dia 30 de maio.

Depois fomos com o educador Walter conhecer um pouco da cidade, conhecemos o Pelourinho, um bairro histórico e cultural, passamos por vários grupos de Danças e Teatro, vimos às baianas, o pátio de Jorge Amado, a Sé e a Cruz Caída e como não podia faltar comemos o famoso Acarajé. Foi um dia muito lindo, impressionante, me senti em Angola.

No dia 22 a equipe do projeto preparou uma oração de boas vindas muito bonita, o ambiente estava muito bem preparado, colocaram panos no chão, velas e uma fonte de Água. Começamos com uma dinâmica de apresentação, depois ouvimos a passagem Bíblica Jesus e a Samaritana, e após fizemos uma partilha do momento e do texto.Foi uma partilha muito boa e rica. 

Está sendo uma experiência muito bonita e eriquecedora, estamos abertas a acolher o novo. Acredito que vamos aprender muito.
Por Marlene Bravo
 Pré-noviça da Congregação
das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor

Evangelho do dia- 6ª Semana da Páscoa - 27/05/2014

Evangelho (Jo 16,5-11)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Agora, parto para aquele que me enviou, e nenhum de vós me pergunta: ‘Para onde vais?’ Mas, porque vos disse isto, a tristeza encheu os vossos corações. No entanto, eu vos digo a verdade: É bom para vós que eu parta; se eu não for, não virá até vós o Defensor; mas, se eu me for, eu vo-lo mandarei. E quando vier, ele demonstrará ao mundo em que consistem o pecado, a justiça e o julgamento: o pecado, porque não acreditaram em mim; a justiça, porque vou para o Pai, de modo que não mais me vereis; e o julgamento, porque o chefe deste mundo já está condenado”.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Oblatas participam de Missa da Comunidade Latino Americana

No último domingo (25 de maio) estiveram reunidas Irmã Manuela, as Noviças Brenda, Evelyn, Priscilla e Luiza e a Postulante Samara na Paroquia Nossa Senhora da Paz, da Missão scalabriniana onde se encontra o Centro Pastoral do Migrante, no Bairro da Liberdade em São Paulo. 

Foi um momento único de comunhão e participação, onde a Irmã Manuela e a Noviça Brenda participaram da Liturgia fazendo a Primeira leitura e a oração da Assembleia. 
Irmã Manuela é Colombiana e Brenda é Peruana, as duas viveram momentos fortes em comunhão com o seu povo e suas raízes e nós brasileiras podemos beber dessa fonte de cultura diversa e tão bonita. Na oportunidade a Paróquia Celebrava o dia das mães em comunhão com as Mães Latinas Americanas que foram homenageadas com rosas no final da Santa Missa.
Logo em seguida da Santa Missa, a Irmã Manuela e a Postulante Samara, participaram do almoço tipicamente Colombiano e em seguida de apresentações culturais com danças Latinas. 

A comunidade Latino Americana, se reúnem para celebrar a vida e a esperança no ultimo domingo de cada mês, a partir do meio dia, com a Santa Missa.

Mais informações: http://www.missaonspaz.org/

Evangelho do dia- 6ª Semana da Páscoa - 26/05/2014

Evangelho (Jo 15,26–16,4a)


Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:“Quando vier o Defensor que eu vos mandarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim.

E vós também dareis testemunho, porque estais comigo desde o começo. Eu vos disse estas coisas para que a vossa fé não seja abalada. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que aquele que vos matar julgará estar prestando culto a Deus.Agirão assim, porque não conheceram o Pai, nem a mim. Eu vos digo isto, para que vos lembreis de que eu o disse, quando chegar a hora”.

domingo, 25 de maio de 2014

Evangelho do dia - 6º Domingo da Páscoa – 25/05/2014

Evangelho (Jo 14,15-21)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: Se me amais, guardareis os meus mandamentos, e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis. Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós.

Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.

sábado, 24 de maio de 2014

Evangelho do dia - 5ª Semana da Páscoa – 23/05/2014

Evangelho (Jo 15,18-21)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.

Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: ‘O servo não é maior que seu senhor’. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Formanda da Colombia visita a Comunidade Nossa Senhora Aparecida

Encontro de cultura, partilha de vida, possibilidade de nos adentrar no novo. 

É isso que a vida nos oferece a cada encontro, a cada chegada, na vivencias e convivências que são pequenos presentes de Deus, como expressão de sua grande forma de amar. 

Assim foi nosso encontro no domingo (18 de maio) á tarde com Diana e Marlene. Na simplicidade e riqueza, no sorriso e na arte da partilha. Assim vamos nos achegando, apresentando, possibilitando a oblação nossa de cada dia, na alegria do encontro. 

 Por Ir. Marilda / Comunidade Nossa Senhora Aparecida.

                                      

                                      


Evangelho do dia - 5ª Semana da Páscoa – 23/05/2014

Evangelho (Jo 15,12-17)

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos.

Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu Senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá. Isto é o que vos ordeno: amai-vos uns aos outros”.

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Formanda colombiana visita comunidade do noviciado

Foi com muita alegria e entusiasmo que nesta quinta-feira, dia 15 de maio, acolhemos a Diana (formanda da Província Padre Serra), natural de Colômbia, que veio para fazer a etapa do noviciado em nossa Província Santíssimo Redentor.

Diana é uma jovem  muito animada, aberta e contagiante. Muito comunicativa e já chegou podendo aproveitar dos ritmos Paulistanos. Isto porque no dia 17 de maio aconteceu a Virada cultural e como não podíamos perder, Diana também se animou e participou conosco ( Ir. Alejandra, Ana Paula, Evelyn, Priscilla e a postulante Samara).
Iniciamos nossa jornada da virada na estação da Luz, ouvindo, cantando e dançando ao som de samba, ensinamos a Diana a sambar e foi  muito divertido. Acabando o samba não podia faltar o típico pastel de São Paulo, alimentado o corpo partimos para o Anhangabaú para ver uma apresentação do Cisne com Ana Botafogo, e para esta apresentação, sem palavras, foi lindo demais. E encerramos nossa noite no Teatro Municipal, com Tetê Spindola, onde fechamos a noite com chave de ouro, além de o teatro municipal ser a coisa mais linda, o show a Tetê foi esplêndido.
Está sendo muito rica a presença da Diana em nosso meio, hoje ela parte para uma experiência em Salvador, e já está deixando saudades. Foi muito bom ter convivido com ela esses dias, foi um presente de Deus.




Evangelho do dia - 5ª Semana da Páscoa – 22/05/2014

Evangelho (Jo 15,9-11)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. Eu vos disse isto, para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena”.


quarta-feira, 21 de maio de 2014

4º Encontro Nacional das Congregações afiliadas da espiritualidade Redentorista

Na Casa Geral das Irmãs Mensageiras do Amor Divino em Aparecida SP, as Irmãs Maria Florinda Fiorese e Analita Albani participaram do 4º ENCONTRO NACIONAL DAS CONGREGAÇÕES AFILIADAS DA ESPIRITUALIDADE REDENTORISTA, nos dias 8 a 10 de Maio de 2014. Estavam presentes oito Congregações.

Imagem site A12.com
À noite do dia 8 após uma breve apresentação das participantes nos reunimos na Capela da Comunidade para a Oração de Abertura, focando já a força da Redenção que marca a Espiritualidade das Congregações que estávamos presentes. Com o mantra “Assim espero que seja copiosa e abundante, a graça divina da Redenção”.

Os demais dias refletimos sobre o Ano Vocacional Redentorista do qual todas e todos estamos implicadas e implicados. Pe. Geraldo de Paula em suas colocações nos motivou a reavivar nossa própria vocação de consagradas e consagrados, fundamentada no seguimento de Jesus Redentor.

Pe. Evaldo de Sousa  marcado com sua característica de simplicidade nos levou a refletir profundamente sobre o tema da Redenção desde;

•  A Perspectiva Bíblica  da Redenção
•  Jesus Cristo o Redentor.
•  Santo Afonso  e a Redenção.
•  A Espiritualidade Redentorista.

Foi para todas e todos os participantes uma forte provocação que nos levou a mergulhar profundamente no tema. Ressaltou a importância de entender a Redenção desde uma nova leitura teológica. Resgatar o sentido positivo da Encarnação e Redenção de Jesus Cristo. Perguntando-nos: Como vivo a Redenção no meu dia a dia?

A Redenção é um ato de Amor, porque tudo em Deus é criado no Amor. Como Congregação somos herdeiras da Redenção, convocadas a estar com os olhos fixos em Jesus Redentor.

Finalizamos este encontro agradecendo a Deus a oportunidade da partilha e projetando algo para o  próximo encontro que em breve  será comunicado. Reconhecemos que o que fortalece nossa  comunhão é a Espiritualidade e a Missão. Participamos também da Eucaristia na Basílica, casa da Mãe, juntamente com os demais Romeiros.

Irmãs. Florinda e Analita


Evangelho do dia - 5ª Semana da Páscoa – 21/05/2014

Evangelho (Jo 15,1-8)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que em mim não dá fruto ele o corta; e todo ramo que dá fruto, ele o limpa, para que dê mais fruto ainda. Vós já estais limpos por causa da palavra que eu vos falei. Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira, assim também vós não podereis dar fruto, se não permanecerdes em mim.

Eu sou a videira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele, esse produz muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Quem não permanecer em mim, será lançado fora como um ramo e secará. Tais ramos são recolhidos, lançados no fogo e queimados. Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e vos será dado. Nisto meu Pai é glorificado: que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Celebração de entrada no Aspirantado OSR


“Vocação é um chamado de Deus que exige uma resposta”. 



Deus nos dá toda liberdade para responder sim ou não. E Ana Claudia, vem sendo generosa ao chamado de Deus em sua vida. Quis presentear o Redentor e a nossa congregação dando mais um passo em sua caminhada vocacional.

No dia nove de maio, no final da tarde, Ana Claudia chegou a Comunidade Nossa Senhora Aparecida. Foi acolhida com muito amor e ternura.  A partir do texto da vocação de Elias, ela foi convidada a rezar seu caminho vocacional. Quais foram os anjos que lhe auxiliaram durante o longo caminho, desde o ventre materno até hoje, e como foi alimentando sua vocacional neste processo. E quais foram os sinais da presença de Deus em sua história.

No final da tarde, recebemos a Comunidade do Noviciado, a Postulante Samara representando da Comunidade Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, Irmã Idolina, e Beatriz e Lúcia Barbosa da Comunidade o Rio de Janeiro. A celebração foi prepara pelas noviças. Foi muito bonita, nela fizemos memória da nossa vocação e do que vamos nos alimentando pelo caminho. Logo após um delicioso lanche. Momento marcado pela alegria, amizade e esperança. Ana Claudia recebeu mensagem da Equipe de Animação Provincial e das Irmãs de Lobito - Angola.





Evangelho do dia - 5ª Semana da Páscoa – 20/05/2014

Evangelho (Jo 14,27-31a)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; mas não a dou como o mundo. Não se perturbe nem se intimide o vosso coração. Ouvistes que eu vos disse: ‘Vou, mas voltarei a vós’. Se me amásseis, ficaríeis alegres porque vou para o Pai, pois o Pai é maior do que eu. Disse-vos isto, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.

Já não falarei muito convosco, pois o chefe deste mundo vem. Ele não tem poder sobre mim, amas, para que o mundo reconheça que eu amo o Pai, eu procedo conforme o Pai me ordenou”.

Evangelho do dia 5ª Semana da Páscoa – 19/05/2014


Evangelho (Jo 14,21-26)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”. Judas – não o Iscariotes – disse-lhe: “Senhor, como se explica que te manifestarás a nós e não ao mundo?” Jesus respondeu-lhe: “Se alguém me ama, guardará minha palavra, e o meu Pai o amará, e nós viremos e faremos nele a nossa morada. Quem não me ama não guarda a minha palavra. E a palavra que escutais não é minha, mas do Pai que me enviou. Isso é o que vos disse enquanto estava convosco. Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito”.

domingo, 18 de maio de 2014

Evangelho do dia - 5º Domingo da Páscoa –18/05/2014


Evangelho (Jo 14,1-12)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: ”Não se perturbe o vosso coração. Tendes fé em Deus, tende fé em mim também. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós e, quando eu tiver ido preparar-vos um lugar, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que onde eu estiver estejais também vós. E, para onde eu vou, vós conheceis o caminho”.

Tomé disse a Jesus: “Senhor, nós não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” Jesus respondeu: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”.

Disse Felipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!” Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces, Felipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai’? Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai, que, permanecendo em mim, realiza as suas obras. Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai”.

sábado, 17 de maio de 2014

Evangelho do dia - 4ª Semana da Páscoa - 17/05/2014


Evangelho (Jo 14,7-14)

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: “Se vós me conhecêsseis, conheceríeis também o meu Pai. E desde agora o conheceis e o vistes”. Disse Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!”

Jesus respondeu: “Há tanto tempo estou convosco, e não me conheces Filipe? Quem me viu, viu o Pai. Como é que tu dizes: ‘Mostra-nos o Pai”? Não acreditas que eu estou no Pai e o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo, mas é o Pai que, permanecendo em mim, realiza as suas obras.

Acreditai-me: eu estou no Pai e o Pai está em mim. Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras. Em verdade, em verdade vos digo, quem acredita em mim fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas. Pois eu vou para o Pai, e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se pedirdes algo em meu nome, eu o realizarei.